nenhuma da qualidade

< Previous | Next >

Dymn

Senior Member
Olá,

Esta frase soa-me esquisito. Será que poderia dizer nada da qualidade em vez disso?

Isto, claro, sem perderem nenhuma da qualidade esperada ou as características mencionadas nos rótulos?

Obrigado
 
  • Ari RT

    Senior Member
    Português - Brasil
    Se é uso consagrado, amém. Por aqui, como não é, soa a defeito de concordância nominal.
    Meus ouvidos brasileiros esperariam ouvir "nenhuma das qualidades esperadas" ou, ainda melhor, "quaisquer das qualidades esperadas", isso por respeito à ênfase escolhida pelo autor.
    Sem a ênfase e por amor à simplicidade, "sem perderem a qualidade esperada".
     

    gato radioso

    Senior Member
    spanish-spain
    Sim, é verdade que usar uma forma singular soa um bocadinho estranho se não estiveres habituado a ouvi-la, mas se é uso comum e correcto na língua não há nada a discutir.
     

    jazyk

    Senior Member
    Brazílie, portugalština
    Eu também não conhecia essa formulação e, como o Dymn, teria usado nada.
     

    Dymn

    Senior Member
    Obrigado, parece mais uma diferença entre os dois países. Talvez haja uma tendência em Portugal para usar "nenhum" ou "algum" com substantivos abstratos? Ontem li esta frase, não quis perguntar mas acho relacionado com o tema deste thread:

    Acredito que algumas dessas coisas sejam mais práticas, mas são caras e é preciso olhar ao preço versus benefício para comprar com alguma ponderação.

    Talvez aqui teria dito "com um pouco de ponderação" (ou "com algo de"??), ainda que neste caso não me soa tão mal por comparação com a frase que coloquei no primeiro post.
     

    Carfer

    Senior Member
    Portuguese - Portugal
    Parece que há quem diga, mas, quanto à correção, hum.... Para dizer a verdade, a única ocorrência que encontro na net é num artigo do "Diário de Notícias" sobre conservas. Lendo a frase, fico com a sensação de que a jornalista começou por escrever apenas "nenhuma das características mencionadas", depois resolveu incluir uma menção à qualidade e esqueceu- se de fazer a concordância. Não me custa admitir que na oralidade e num contexto informal alguém o diga, no pressuposto de que esteja implícita a referência a uma parte, a um aspecto que contribua para a qualidade do produto. Se não for o caso, "nenhuma da qualidade" a mim soa-me mal.
     
    Last edited:

    Alentugano

    Senior Member
    Português - Portugal
    Então, juro que, à primeira leitura, a frase me soou completamente normal e correta. Agora, relendo, já não tenho tanta certeza. :D
    No entanto, se ouvisse alguém falar assim, nem iria pestanejar.
     

    Carfer

    Senior Member
    Portuguese - Portugal
    Aconteceu-me o mesmo à primeira leitura. Talvez esteja agora a racionalizar, mas é possível que, iinconscientemente, tenha lido 'sem nenhuma perda da qualidade e das características...'
     
    < Previous | Next >
    Top